Logo Casa

Eclipse solar no dia 3 de novembro: momento de estruturação

segunda-feira, 21 de outubro de 2013 - por Casa.com.br

Por Júlio Araujo

No próximo dia 3 de novembro haverá um eclipse solar. No momento, o Sol passará por escorpião, signo associado traz a profundas transformações. Veja os impactos que esse movimento pode ter na sua vida segundo a astrologia.

Um eclipse solar ocorre quando a Lua se coloca na órbita entre a Terra e o Sol, bloqueando a luz solar e, consequentemente, projetando uma sombra na Terra.

Simbolicamente, o Sol, que representa nossa consciência e vitalidade é ocultado pela Lua, que representa nossas emoções e nosso passado. É um período de atenção, portanto, em que nossa consciência fica debilitada e as emoções transbordam. Questões do passado podem ressurgir e o lado sombra do signo em questão (o Sol transita por escorpião em novembro, quando se dará o próximo eclipse) pode emergir em nós ou se manifestar em alguma área de nossa vida. Escorpião é o signo da transformação, das perdas, do desapego, e o eclipse nesse signo torna o momento propício a trabalharmos a fundo questões de nossa alma.

No Brasil, apenas algumas cidades das regiões norte e nordeste presenciarão o evento, mas isso não minimiza seus efeitos, que são globais.

Some-se a isso a energia de dois outros astros que atuam com ele (um Mercúrio retrógrado e o regente do ano, Saturno) e o período fica ainda mais intenso.

Intensidade de alma

Mercúrio entrará em retrogradação no dia 21 de outubro e só sairá no dia 11 de novembro. Isso significa um período de alerta que pode interferir principalmente nos meios de comunicação, comércio e transporte. Nossa própria comunicação e discernimento são afetados. Geminianos e virginianos devem ficar mais atentos nesse período, pois sendo Mercúrio seu regente, é comum sentirem a retrogradação mais que os demais signos.  Mas um Mercúrio retrógrado certamente afeta a todos, e o eclipse pode muito bem ser uma lupa para seus efeitos. Por estar em escorpião, um signo de água, pode acontecer de nossas emoções transbordarem e agirmos por impulso, sem parar para analisar a situação, a ponto de cortar, talvez precipitadamente, algo ou alguém em nossas vidas, ou sofrer por algo que normalmente não investiríamos tanta energia. Nosso lado emocional irá suplantar o racional. Daí ser prudente nesse período evitar decisões drásticas, ficar atento à assinatura de contratos e documentos importantes, e tomar cuidado redobrado com cirurgias e viagens.

Términos e novos inícios é provavelmente a palavra chave para Saturno em escorpião.  Crises pessoais, doenças na família, problemas financeiros, demissões, fim de um relacionamento que já tem anos, depressão e, infelizmente, morte estão relacionados à esta energia. O ano está pesado, Saturno está nos cobrando muito, principalmente no aspecto emocional; mas lembre-se que o planeta está simplesmente exigindo de nós o término daquilo que não nos serve mais, para que se abra espaço ao novo. Saturno vem exigir uma transformação para que cada um conquiste aquilo que é seu por direito.

Impulsionado pela força do eclipse, é possível que Saturno nos pressione com responsabilidades e desafios que representam mais um gota em um copo que já está cheio. A água transborda, e com um Mercúrio retrógrado no mesmo signo e a Lua (sentimento) ocultando a luz do Sol (consciência), somos incapazes de enxergar com clareza a situação. Então sofremos, revivemos o que não gostaríamos e cortamos o que julgamos precisar cortar. É possível até que Saturno dê uma freada nesse mercúrio descontrolado e emocional, mas a transformação ocorrerá da mesma forma, em nível profundo, digna do signo de escorpião. É interessante nessa fase ficar atento a todo tipo de epifania e revelações da mente, principalmente as que nos afetam emocionalmente. O Universo estará exigindo uma transformação da sua parte e o eclipse poderá ser um ótimo momento para isso.

Escorpianinos sentirão mais os efeitos do eclipse, pois sua própria luz estará sendo bloqueada. Taurinos, leoninos e aquarianos também poderão ter suas estruturas emocionais mais abaladas. Já cancerianos e piscianos poderão se favorecer e utilizar essa energia transformadora de escorpião para iniciar algo novo em suas vidas. Mas, no geral, todos serão afetados de alguma forma, pois cada um possui a energia de escorpião atuando em alguma área da vida (representada pela casa ou casas astrológicas em escorpião, em nosso mapa natal) e é essa área que precisa ser transformada. É nessa área que Saturno vem atuando e exigindo disciplina. Se a casa estiver bagunçada, será este um bom momento para arrumá-la, ou seremos de fato forçados a isso.

Desafios e oportunidades

Eclipses solares são também uma oportunidade, um momento de fazer aquela faxina na vida, de repensar sobre padrões e comportamentos que ainda insistimos manter, quando eles não nos trazem nenhum benefício real. Escorpião nos convida a realmente mergulharmos em nossa alma, visitar as profundezas de nosso inferno pessoal e encarar nosso lado sombra, para então renascermos mais fortes e conscientes de nosso propósito pessoal, deixando para trás o que não nos serve mais.

Temos o costume de não enxergar determinadas situações até sofrermos a queda. Não ousamos pisar fora da zona de conforto, mesmo sabendo que é justamente lá onde aprendemos e evoluímos. Escorpião é a oportunidade que nos foi dada de fazermos isso, sair do piloto automático e investigar as perguntas e respostas dentro de nós.

O importante, portanto, é se perguntar “afinal, o que devo aprender com isso?”. Saturno pode impor desafios, regras e limites, mas sua função é garantir que cumpramos a missão que nos propomos a realizar nessa vida. Como um bom disciplinador, ele vai garantir nosso crescimento. Às vezes com custo e dor, mas os resultados virão.

Culpar o Universo e vestir o traje de vítima nessas situações seria um desperdício de energia. Se estamos colhendo um fruto amargo no momento, não seria mais interessante, então, rever o que plantamos e o que devemos plantar de agora em diante? Somos nós os responsáveis por nosso próprio destino. O Universo não nos controla, ele é uma parte de nós. Cada um é um mini-universo e o que acontece nos céus reverbera em nós. “O que está em cima é como o que está embaixo”, “Assim na Terra, como no Céu”. Sejamos conscientes disso e aproveitemos este momento para criar o mundo que nossa alma realmente deseja.

Namastê e um grande abraço.

photojulioJúlio Araujo é designer gráfico e colaborou nas últimas edições da Bons Fluidos. Estudante sério de astrologia, ele explicou para a redação os desafios e a atenção que um eclipse implica. É esse texto que compartilhamos com você agora.  Seu contato é: julio.astrologia@yahoo.com.br

 

Comentários

Powered by Facebook Comments