Película para vidros


Soluções para economia e melhoria do conforto térmico

segunda-feira, 21 de novembro de 2011 - por admin

O desafio da equipe da LFB Engenharia, responsável pelo projeto de climatização no Residência Sustentável, era o de garantir o conforto térmico projetando o ar condicionado dentro do apartamento de forma a também minimizar os gastos com energia. O projeto adequou-se às limitações do empreendimento/arquitetura, visto tratar-se de imóvel existente com 8 ambientes climatizados e apenas 3 unidades externas.

Para Luiz Fernando Bueno, da LFB, o imóvel possui características críticas, como grande incidência de luz solar e também limitantes, por se tratar de uma reforma de um apartamento, não permitindo mudanças estruturais. “A integração da equipe de projetistas proporcionou a busca por soluções de baixo consumo e também por modelo que permite acionamento individualizado com flexibilidade operacional para evitar desperdício”, afirma.

O sistema proposto será do tipo expansão direta, dotado de condicionadores de ar tipo “Multisplit System” quente e frio, com unidades evaporadoras hi-wall para instalação aparente e unidades condensadoras centralizadas com compressor do tipo 100% “inverter”, para permitir redução no consumo de energia (em torno de 30%, comparado aos modelos convencionais).

O modelo escolhido, desenvolvido para residências ou pequenos estabelecimentos comerciais, permite flexibilidade de espaços para instalação e também temperatura mais estáveis, baixo nível de ruído interno a partir de 21dB(A), confiabilidade, durabilidade e velocidade de instlação. A Mitsubishi Electric é a fabricante do Modelo MXZ com alta eficiência energética. O fluído refrigerante utilizado será o R410A, que não possui gases que afetam a camada de ozônio.

Além do ar condicionado, o apartamento contará com dispositivos e produtos para melhorar a circulação do ar e também reduzir a carga térmica, como películas para vidros (3M Window Films);  persianas e tela solar de alta tecnologia que permite iluminação natural e a criação de ambientes com conforto térmico e visual.

Para Luiz Fernando, outro desafio deste projeto é o de mostrar a importância do projeto de climatização também para projetos residenciais.  Com um investimento de 2 a 5% do valor total do investimento, pode-se contar com um serviço especializado que irá definir a eficiência energética, de acordo com as características do imóvel e dos usuários. “O que acontece, muitas vezes, é que ao comprar o aparelho de ar condicionado, o consumidor baseia-se em previsão de consumo, inviabilizando o projeto ou ocasionando na prática um consumo maior”, explica.

 

Contatos:

Projeto de Climatização

LFB Engenharia e Projetos

E-mail: luizfernando@lfbengenharia.com.br

Tel.: (11) 2532-1482 e (11) 8991-6555

 

Ar Condicionado

Mitsubshi Electric

E-mail: cristina.mitsubishi@uol.com.br

Tel.:  (11)  2577-4405 e (11) 9905-6292

 

Película Adesiva para Vidros

3M

Tel: (19) 3838-6702

 

Persianas

Uniflex

Tel: (11) 3758-5544

 

 

 

 

 

Marcadores: , ,

Sustentabilidade desde o design

quinta-feira, 28 de abril de 2011 - por admin

Neste vídeo, Cilene Monteiro Lupi, arquiteta responsável pelo projeto Residência Sustentável, fala sobre como os profissionais de interiores podem contribuir na sustentabilidade desde o design.

Assista ao vídeo.

Marcadores: , , , , ,

Reformas mais sustentáveis

segunda-feira, 04 de outubro de 2010 - por admin

Para ter reformas mais sustentáveis, deve-se sempre estabelecer critérios para a escolha de materiais e produtos. Alguns já possuem garantias de qualidade e sustentabilidade, mas outros ainda não, exigindo mais atenção dos consumidores.

Produtos a partir de madeira já possuem os selos FSC e Cerflor que garantem o cumprimento de práticas ambientais e sociais rigorosas no manejo. Para produtos finais, como mobiliário, por exemplo, esses selos não são suficientes pois nada avaliam em termos de qualidade, salubridade e responsabilidade na comunicação com o consumidor final.

Adesivos, selantes, pisos, revestimentos, tintas, metais sanitários já possuem o Selo SustentaX de Garantia de Qualidade e Sustentabilidade.

 Mas, e os demais produtos como cimento, gesso, vidros entre outros como devem ser comprados?

 A equipe do Projeto Residência Sustentável preparou algumas dicas e orientações sobre também como podem ser susbstituídos, sem comprometer a obra.

Cimento – Inovar na diminuição do emprego do cimento é um importante desafio, sem comprometer a qualidade e a segurança. Afinal, a produção de cimento tem como consequência um alto consumo de energia e matérias primas. 

Gesso: Materiais em gesso são os mais utilizados em painéis interiores devido à fácil instalação, por serem retardantes de chama, e apresentarem baixo custo. No entanto, a instalação normalmente resulta em um alto volume de resíduos a serem descartados.  Por isso, questione o fornecedor se ele recolhe os resíduos ou então procure empresas que reciclam o material, em sua cidade. 

Lâmpadas: ao comprar lâmpadas, é importante verificar:

  1. Se possuem o Selo Procel de eficiência energética
  2. Se possuem baixo teor de mercúrio e possuem instruções sobre o que fazer em caso de acidente
  3. Que tenham logística reversa garantida pelo fabricante.

Não compre apenas pelo menor preço que aparece na prateleira. Procure no rótulo a vida útil, em horas, estimada pelo fabricante e calcule o custo por 1.000 horas de funcionamento. Uma outra alternativa, é avaliar o emprego de lâmpadas LED, mais eficientes energicamente, com maior vida útil. Da mesma forma, compare utilizando como referencial o valor do custo por 1.000 horas de funcionamento.

 

Modelo de lâmpada LED da Sends Iluminação 

Materiais cerâmicos: dos materiais de acabamento, são uns dos mais duráveis utilizados na arquitetura de interiores e na construção civil. Procure utilizar cerâmicas manufaturadas localmente ou regionalmente para redução dos impactos com custos de transportes e também para favorecer o desenvolvimento regional. 

Metais e ligas metálicas:  o aço é o metal mais comumente utilizado nos produtos de construção civil. É altamente reciclável e sua sucata possui valor comercial. O alumínio é o segundo metal mais comum e provavelmente o mais reciclável no setor da construção. O aço inoxidável e o latão também são metais que podem ser reciclados desde que haja a correta separação dos mesmos. Embora tenham esses aspectos positivos de reciclagem, sua fabricação é intensiva em energia. Mas em determinadas aplicações (ambientes marinhos ou corrosivos, por exemplo) sua aplicação é indispensável. Busque alternativas, sempre que possível, como a madeira.

Plásticos: Dar preferência por plásticos que contenham reciclado na composição (e que atendam às características de desempenho requeridas) e que seja reciclável. A inovação está em  utilizar novos plásticos feitos por meio de fontes renováveis, como cana-de-açúcar. Afinal, a maioria dos plásticos existentes é formulada a partir de fontes não renováveis de petróleo e gases naturais. Além disto, sua produção pode envolver o uso de substâncias tóxicas e potencialmente perigosas. Por isso, optar por alternativas sustentáveis colabora para o meio ambiente e para a saúde.

Vidros: Devem apresentar características técnicas que também contribuam para a eficiência energética do sistema de ar condicionado. Existem também no mercado soluções como películas para vidros (3M) que colaboram para melhor economia energética e contribuem para a aprazibilidade do espaço por permitir iluminação natural e vista para o exterior.

A linha Prestige de películas para vidros da 3M é uma opção que alia o  equilíbrio entre a iluminação natural e o bloqueio de excesso de energia solar no ambiente interno.  Desenvolvida a partir de nanotecnologia, a película é composta por 242 camadas e promove o bloqueio de 97% de raios infravermelhos e 99,9% dos raios ultravioletas.

No projeto Residência Sustentável, além das películas para vidros, serão usadas também, com tecnologia 3M, em parceria com a fornecedora de vidros Penha Vidros,  células fotovoltáicas para geração de energia solar.

Contatos:

3M

linha aberta 3M: 0800- 0132333

www.3m.com.br

iHome

55 – 41 – 4063-9151

http://www.ihome.ind.br

 

Sends Iluminação

Tel: 55 11 3392-2322

www.sendsiluminacao.com.br

 

Penha Vidros

Show-Room: rua Pamplona, 1483 – São Paulo/SP

Tel: 55 11 3225-3713

www.penhavidros.com.br

fotos: divulgação 

Marcadores: , , ,

Soluções para melhorar o conforto térmico dos ambientes

segunda-feira, 05 de julho de 2010 - por admin

Tradicionalmente, nas reformas de residências, a questão térmica é uma das últimas etapas, restando ao projetista de ar condicionado adequar-se à situação já definida, provocando assim carga térmica elevada, alto consumo de energia e até a inviabilidade do projeto”, explica Luiz Fernando Bueno, engenheiro da LFB, responsável pelo projeto de climatização do Residência Sustentável.

Para o engenheiro, quando as equipes trabalham integradas, pode-se debater e encontrar soluções que permitam melhorar a circulação de ar e a diminuir a radiação solar como, por exemplo, projetar ambientes com ventilação cruzada, reduzir a área envidraçada sem prejudicar a iluminação natural, proteção interna ou externa de fachadas críticas (envidraçadas) por meio de brises e persianas, entre outros. 

O mercado já oferece também algumas soluções que colaboram para a redução da carga térmica:

Películas para vidros:

A linha Prestige de películas para vidros da 3M é uma opção que alia o  equilíbrio entre a iluminação natural e o bloqueio de excesso de energia solar no ambiente interno.  Desenvolvida a partir de nanotecnologia, a película é composta por 242 camadas e promove o bloqueio de 97% de raios infravermelhos e 99,9% dos raios ultravioletas.

  

“A aplicação dessa solução resulta em melhor conforto térmico e na redução do consumo de energia elétrica além de promover uma maior proteção ao mobiliário” afirma Renata Martins, gerente de desenvolvimento do mercado de construção da 3M do Brasil.

 Persianas

Conforto térmico, maior iluminação natural, menor ofuscamento, vista para o exterior são as características da persiana  “Rolô Uniflex com Tecido SilverScreen”. 

 

“A persiana rolô Silverscreen-Uniflex® é um produto de alta performance em proteção solar, composto com tecido de trama especial, aluminizado na parte externa que proporciona a diminuição do calor, redução no gasto de energia no ar condicionado e transparência com conforto visual (brilho), com baixa absorção solar,  grande reflexão solar e pequena transmissão solar”, explica Luiz Gaspar Rego, diretor comercial da Uniflex.

Telhado verde

Outra alternativa é a cobertura ecológica, implantada pela empresa  Ecotelhado, especialista em infraestrutura verde. Este sistema funciona como um isolante térmico, retardando o aquecimento dos ambientes durante o dia e conservando a temperatura durante a noite. Além de isolar o calor, absorve cerca de 30% da água da chuva.

 

Atenção também ao escolher os equipamentos deve-se optar pelos que possuam o Selo Procel nível A, que indica baixo consumo de energia.

II Workshop Residência Sustentável

segunda-feira, 31 de maio de 2010 - por admin

 

No 17/06/2010, o Grupo SustentaX e os parceiros Cilene Monteiro Lupi Studio, Giacometti Projetos, LFB Engenharia, Sociedade Feng Shui, Casa de Projetos, Marbie Systems e PROASSP Assessoria E Projetos  apresentarão as plantas e estudos desenvolvidos para o Projeto Residência Sustentável, no II Workshop Residência Sustentável.

O intuito é mostrar todas as implicações e soluções inerentes de um projeto integrado que tem como foco a sustentabilidade.

Horário: 9h às 12h

Local: Av. Brigadeiro Luiz antônio, 2.344, 9º andar (entre a Av. Paulista e a Al. Santos)

RSVP: residenciasustentavel@sustentax.com.br

Como tornar sua residência mais sustentável?

quinta-feira, 27 de maio de 2010 - por admin

Tornar uma residência mais sustentável requer mudanças tanto de comportamento como também de instalações, produtos e materiais.

Para quem está pensando no assunto, a equipe do Residência Sustentável sugere algumas soluções para diminuir os gastos de energia e de água,  para melhorar o conforto térmico e ainda garantir a qualidade ambiental do ar interno, entre outras.

Na ilustração é possível visualizar as sugestões e como elas podem ser aplicadas:

  • tintas, impermeabilizantes, papéis de parede e adesivos com baixa toxidade para não prejudicar a saúde de sua família;
  • aquecedor solar de água para economia de energia;
  • blocos cerâmicos de encaixe que dispensam cimento para fixação;
  • cobertura vegetal: isolante térmico, retardando o aquecimento dos ambientes durante o dia e conservando a temperatura durante a noite; 
  • fechaduras em aço inox, dispensando acabamento em cromo que polui o meio ambiente;
  • lâmpadas LED ou outros tipos econômicos e com baixo teor de mercúrio
  • metais sanitários eficientes para economizar água;
  • mobiliário  com conteúdo reciclado ou de madeira com Selo FSC (manejo sustentável);
  • películas para vidro para redução do calor solar e persianas com tela solar de  alta tecnologia que permite iluminação natural e a criação de ambientes com conforto térmico e visual;
  • produtos com o Selo SustentaX que atesta a sustentabilidade com qualidade;
  • pisos e revestimentos a partir de materiais rapidamente renováveis (como bambu),  com conteúdo reciclado, com madeira certificada;
  • Selo Procel (nível A) para eletrodomésticos; Selo Conpet para equipamentos à gás;
  • sistemas que permitem levar iluminação natural a ambientes internos de maneira eficiente;
  • tapetes e tecidos com conteúdos reciclados;
  • ventilação natural e cruzada.

Marcadores: , , , , , ,

Parceiros do Projeto Residência Sustentável

sexta-feira, 30 de abril de 2010 - por admin

Residência Sustentável na Tenda de Inovação da Casa Alemã, no Parque do Ibirapuera

sexta-feira, 16 de abril de 2010 - por admin

Na última quinta-feira, 15/04, o Projeto Residência Sustentável foi apresentado no Seminário de Eficiência Energética da Câmara Brasil Alemanha, na mostra Casa Alemã: a Casa Ecoeficiente, no Parque do Ibirapuera, em São Paulo/SP.

Paola Figueiredo apresentou os desafios deste projeto, profissionais envolvidos e produtos sustentáveis que serão utilizados, ressaltando a importância da utilização de selos como Procel, FSC e SustentaX para a escolha de produtos mais eficientes e com responsabilidade socioambiental.

Na platéia, estavam presentes representantes das empresas parceiras Solatube e Sinnen, além de profissionais do setor de energia.

Lançamento do Projeto “Residência Sustentável”

sexta-feira, 09 de abril de 2010 - por admin

Objetivo é mostrar na prática como desenvolver projetos de construção e reforma para residências de maneira sustentável
 
 
Idealizado pelo Grupo SustentaX, em parceria com profissionais de arquitetura, climatização, paisagismo, elétrica e hidráulica, além de fornecedores de produtos sustentáveis para reforma, construção e decoração, o projeto “Residência Sustentável” foi lançado em março.

“O projeto é um inédito trabalho conjunto de todas as empresas participantes no sentido de desmistificar o conceito de sustentabilidade aplicado a moradias, demonstrando, passo-a-passo, como é plenamente possível reformar e decorar, seguindo critérios de sustentabilidade reconhecidos internacionalmente”, afirma Paola Figueiredo, Vice-Presidente do Grupo SustentaX.

O evento reuniu os profissionais parceiros: Cilene Monteiro Lupi (Arquiteta), Luiz Fernando Bueno (Climatização), Roberto Giacometti (Elétrica e Hidráulica), Mestre I Ming (Harmonização ambiental – Feng Shui), Herbert Ortiz (Paisagismo) e representantes das empresas parceiras: Bamboo Floor, Casa de Projetos, Cilene Monteiro Lupi Studio, Claudia Araújo Tecelagem Manual, Deca, Ecotelhado, Eucafloor, Henkel, Huffix, Giacometti Projetos e Consultoria, iHome, Interfloor, Janiking, JRJ Tecido, Lady Revestimentos, By Latarulho, LFB Engenharia e Projetos, Nas Design, Pensativo Comunicação, Pado, Pisoleve, Seivarte, Sociedade Feng Shui, Solatube, Soletrol, Suvinil, SustentaX, Uniflex e Werden.

 

Além disso, no campo da sustentabilidade em edificações, fala-se muito a respeito de prédios comerciais que têm recebido certificações, porém o público em geral fica sem compreender como a sustentabilidade pode fazer parte de seus projetos de reformas, arquitetura de interiores e decoração.

As pessoas de maneira geral ainda confundem sustentabilidade com ecologia, segundo Paola. “Ecologia está ligada ao foco exclusivamente de preservação ambiental enquanto que a sustentabilidade requer que haja um equilíbrio entre o retorno financeiro e a minimização dos impactos socioambientais, incluindo a saúde das pessoas”, explica.

Saiba mais:

Site: www.ResidenciaSustentavel.com.br

Twitter: www.twitter.com.br/casasustenta

Marcadores: , , ,

Página 1 de 1
   
Publicidade
Publicidade

patrocínio

realização